Médium do Algodão

Excursão Espiritual - Médium do Algodão - Fenômeno do Algodão

Excursão para a "Médium do Algodão"

 

 

 

 

 

 

 

 

A "Médium do Algodão" está em plena atividade no interior de São Paulo

 

 

 

 

 

 

Dona Ederlazil Munhoz Cardoso é uma médium, que há mais de 40 anos, continua em plena atividade no interior de São Paulo. A sua característica mais intrigante, é a sua capacidade para materializar os mais diferentes tipos de objeto.

Enquanto um assessor molha o algodão previamente desfiado, com água e álcool, Dona Ederlazil Munhoz Cardoso, a "Médium do Algodão", chama cada um pelo número de senha.

E desentranhados do meio do algodão, a Dona Ederlazil, passa a retirar os mais estranhos objetos, que são envoltos em papel jornal e entregues ao paciente em uma sacola plástica.

A médium do algodão atende centenas de pessoas semanalmente, a maioria à visita por meio de excursões. Todas as pessoas vão nos dias e horários das consultas para serem "limpas" de influências negativas, feitiços ou de conflitos pessoais, que interferem fisicamente e mentalmente na própria vida da pessoa.

Ninguém sai sem ser atendido e ela afirma: "Recebi o dom, foi dado por Deus e isso ninguém me tira".

O objetivo do trabalho é "limpar", livrar a pessoa do que dificulta a sua vida e nem sempre uma única vez é suficiente.

Depois, é preciso fazer as orações da trezena, durante obviamente, os 13 dias posteriores. A médium diz que quando a pessoa não tem fé, e não leva a consulta à sério, o algodão endurece.

 

O "fenômeno do algodão"

 

 

 

 

 

 

A médium Dona Ederlazil, é conhecida sob diversas denominações: "Médium do Algodão", "Mulher do Algodão". Mas, muitos também a conhecem por "Fenômeno do Algodão".

Dona Ederlazil é de família simples e católica. E, desde os 3 anos de idade, D. Edelarzil, "brincava" de benzer as bonecas de suas amiguinhas. E então, os guias espirituais que já a acompanhavam receitavam remédios para curar os vermes das próprias crianças. E  para espanto geral as receitas curavam.

Com 7 anos de idade, Dona Ederlazil, já rezava o terço, e então afirmou enxergar dois anjos: O anjo da luz, e o anjo das trevas. Mas, sem pestanejar, a médium do algodão escolheu o lado certo: " - Optei pelo da luz ". E segundo Dona Ederlazil, "Santo Antônio de Pádua" e "Nossa Senhora do Rosário", são os guias espirituais que a protegem.

Aos 9 anos de idade, meio à contragosto do pai, foi trabalhar nas lavouras de algodão. Mas, no terceiro dia teve a visão de Nossa Senhora do Rosário, com quem diz ter conversado e proposto: " - Viver para ajudar ao próximo, ou a morte material para  o descanso eterno".

No início Dona Ederlazil, ficava perturbada com tudo o que acontecia e por muitas pessoas, era considerada louca, ou então muito esquisita. Isso, a princípio à manteve afastada das pessoas.

Mas sua fama foi-se espalhando, e logo começou a atender na sua casa, diversas pessoas que vinham de todos os cantos do Brasil. E segundo a médium do algodão: "Chegaram a raspar a minha casa que era de madeira para fazer chá, diziam que era abençoada e curava as pessoas; meu pai ficou transtornado".

Dona Ederlazil conta, que as primeiras materializações, caíam por cima das pessoas. Assim, diversos objetos como vidros, osso, pedras e outras coisas pesadas, que muitas vezes faziam pequenos cortes e ferimentos nas pessoas.

Mas, essas demonstrações agressivas de paranormalidade começaram a assustar as pessoas. E foi quando Dona Ederlazil, pediu ajuda para que os guias espirituais, mostrassem outra forma de lidar com as materializações.

E então, os seus guias espirituais lhe indicaram o algodão. E em 1980, A Dona Ederlaziu iniciou a materialização com o uso do algodão, que necessita ser previamente desfiado.

A variedade de objetos que se materializam no meio do algodão, é enorme, os quais sempre tem relação com as dificuldades que a pessoa encontra na sua vida.

 

Não há explicação Racional para o fenômeno das materializações

 

 

 

 

 

 

 

Dona Ederlazil chegou a atender 3.500 pessoas num só dia: "Se eu estivesse enganando pessoas, serianecessário de um caminhão de lixo, para colocar tanta coisa que sai", afirma.

Lá é tudo bem organizado e logo que as pessoas chegam, precisam pegar uma senha. Para ajudar o centro, é preciso compraro algodão no local, o qual, deve ser desfiado para ser colocado na peneira.

E então será molhando com água e álcool. E o impossível acontece: Diversos objetos vão se materializando e sendo retirados do meio do algodão.

Fica tudo à vista: Peneira, algodão, água, o tanque onde escorre a água. E quem quiser pode ficar próximo e tirar suas dúvidas.

Ordem de Melquisedese

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos meses de agosto de setembro de 2010, a Ordem de Melquisedese, observou "in loco" os trabalhos efetuados por Dona Ederlazil, e comprovou os fenômenos de materialização.

E então foi concedido à Médium, um "Diploma de Honra em Dons de Materialização".

"Que Deus abençoe a Casa Caminho e Luz, e que tenham vida longa para continuar essa obra de libertação conhecida no Brasil e no mundo".

 

Materialização de Objetos

Um fenômeno, que impressiona

 

 

 

 

 

 

 

A facilidade com que ocorre a materialização de objetos é um fenômeno que impressiona, mas que também causa bastante polêmica para os mais céticos. Muitos afirmam, que esses dons não vem de Deus.

No entanto, no interior de São Paulo, a "médium do algodão", Dona Edelarzil Munhoz Cardoso, realiza esse fenômeno há mais de 50 anos.

Ela sempre se veste de branco, usa colar, relógio e pulseira. Passa batom e um leve perfume adocicado.

Vaidades perdoáveis de mulher.

Relação dos objetos materializados, e o seu respectivo significado

 

 

 

 

 

 

 

A médium Ederlazil Munhoz Cardoso, também conhecida como o "Fenômeno do Algodão", materializa e retira do algodão os mais estranhos objetos.

Na eventualidade de surgirem objetos não constantes desta relação, pergunte o significado a um dos assistentes.

Não jogue os objetos materializados em rios ou riachos. E também não os queime para evitar multas da prefeitura.

Não é necessário destruir os objetos, apenas entregue a sacolinha na saída do centro, para as pessoas autorizadas.

Objetos Materializados

Aço – Para tudo ficar difícil nos negócios ou no emprego.

Agulhas – Perturbação e problemas mentais.

Alça de Caixão – Desejo de morte e loucura.

Alfinete – Perturbação mental da pessoa.

Animal em decomposição (parte ou inteiro) – Trabalho de magia negra.

Amendoim – Afetar a vida sexual da pessoa.

Arma (parte ou inteira) – Desejo de vingança e morte.

Arroz – Desejo de miséria, passar fome.

Arruelas – Ficar em círculos, sem saída.

Artefatos de Couro – Afetar o corpo.

Bagaço de Laranja – Desejo de miséria.

Balas – Adoçar para enganar.

Barata – Para ficar no fundo do poço.

Batom – Trabalho para pomba gira.

Bola – Afetar a mente.

Bombril – Ficar com a vida enrolada.

Boneco(a) – Para imobilizar a pessoa.

Braço de Boneca – Para perder as forças.

Brinquedo - Não ser levado a sério.

Bucha de Banho – Fechar os caminhos.

Cabeça de Boneca(o) – Afetar a mente.

Cabelo – Perturbação mental.

Calçado – Prender a pessoa no julgar.

Canivete – Brigas, desavenças, cortar tudo o que quer.

Carne (pedaços) – Trabalho de Exú e acabar com a saúde.

Carretel de Linha – Para não melhorar.

Carrinho – Para causar acidente.

Carvão – Sinal de destruição.

Casca de Alho – Temperar a pessoa para a enganar

Casca de Ovo – Intriga amizade falsa, fuxico e desavença.

Cebola – Para perder tudo de mão beijada.

Cerâmica – Confusão mental.

Chifres – Falsidade e traição.

Chinelo – Prender a pessoa no lugar.

Cigarro – Trabalho de pomba gira para perturbar a mente.

Coador de Café ou Chá – Quando a pessoa bebeu trabalho de magia.

Coco – Afetar a mente.

Cola – Para prender negócios.

Colher – Deixar a pessoa perturbada, sem apetite e indisposta a tudo.

Concha do mar – Para ir tudo por água abaixo.

Coração – Para causar doenças cardíacas.

Corrente – Para acorrentar a pessoa.

Couro – Mexer com o corpo.

Dinheiro (Nota ou Moeda) – Perda de negócios e desgraça.

Doces – Adoçar a pessoa para enganar.

Esmalte – Trabalho para pomba gira.

Faca – Cortar os negócios ou perder o emprego.

Farinha – Oferta para Exú, mexer com a vida.

Farofa – Oferta para Exú, mexer com a vida.

Feijão – Desejo de miséria.

Ferro – Para tudo ficar difícil nos negócios ou no emprego.

Fígado – Trabalho para Exú acabar com a saúde.

Fios Elétricos – Amarar os negócios e atacar o sistema nervoso.

Fita Amarela – Dar desespero, ficar sem esperança.

Fita Azul – Atrapalhar o lar, gerando brigas e discussões.

Fita Bege – Problemas financeiros.

Fita Branca – Para tirar a paz.

Fita Cinza – Problemas financeiros.

Fita de Filme – Afetar o sistema visual.

Fita de Som – Afetar o sistema auditivo.

Fita Marrom – Problemas financeiros.

Fita Preta – Desejo do fim, da destruição.

Fita Rosa – Atrapalhar a vida sentimental e amorosa.

Fita Roxa – Dar angústia na pessoa.

Fita Verde – Tirar o ânimo, para se sentir derrotado.

Fita Vermelha – Afetar a mente e nervos.

Flor de Cemitério – Desejo de morte, ódio e vingança.

Folhas – Para tirar a paz e a serenidade.

Fósforo – Trabalho de magia.

Formiga – Para ficar agitado e inquieto.

Frutas – Desejo de miséria.

Frutos do Mar – Para as coisas irem por água abaixo.

Garfo – Deixar a pessoa perturbada, sem apetite e indisposta a tudo.

Garrafa de Bebida – Tornar a pessoa alcoólatra e irresponsável.

Gazes – Para afetar a saúde.

Gilete – Cortar os negócios ou perder o emprego.

Grampos de Cabelo – Perturbar a mente.

Grilo – Para a pessoa pular e não sair do lugar, não ter sucesso.

Imagem de Santo – Trabalho contra o espírito de luz, a favor das trevas.

Incenso – Fechar os caminhos, não acreditar em mais nada.

Insetos – Para ficar agitado e inquieto.

Isopor – Ficar desligado, perturbado.

Lâmina – Cortar os negócios ou perder o emprego.

Lâmpada – Tensão nervosa, para desequilibrar a mente.

Latas – Deixar a pessoa desorientada.

Leite em Pó – Tirar a sorte e criar obesidade na pessoa.

Língua de Vaca – Ficar difamada, comentada negativamente.

Madeira – Dificultar os negócios.

Mato – Trabalho já enraizado, antigo.

Metais – Para dificultar os negócios e as atividades.

Milho ou Pipoca – Virar a vida da pessoa ao avesso.

Objetos Redondos – Para a pessoa ficar em círculos.

Óculos – Afetar os olhos.

Ossos – Dificuldades em tudo que se realiza.

Papel – Para a pessoa ser embrulhada.

Papelão – Para a pessoa ser embrulhada.

Parafusos – Para não sair do lugar e ficar sem objetivos.

Patuá com Mensagem – Trabalho de magia negra, levando a pessoa até a morte.

Pé de Galinha – Para a pessoa andar para trás e regredir.

Peças de Aço e Ferro – Dificultar tudo na vida.

Peça de Roupa Íntima – Afetar o sexo e a vida amorosa.

Peça de Veículo – Causar acidentes e quebra do veículo.

Peça Eletrônica – Mexer com os nervos.

Pedaços de Vaso – Desequilibrar a vida financeira.

Pedras – Tropeços e dificuldades com prejuízos nos negócios.

Peixe – Para as coisas irem por água abaixo.

Penas – Dificuldade e sofrimento no trabalho.

Perfume – Trabalho para a pomba gira.

Perna de Animal – Para a pessoa ficar imóvel.

Perna de Boneca – Para a pessoa ficar imóvel.

Piche – Para a pessoa ficar sem saída.

Pimenta – Para a pessoa ficar agitada.

Placa de Cemitério – Trabalho para a morte.

Plantas – Trabalho já enraizado, antigo.

Plástico (qualquer tipo) – Influência de uma pessoa negativa que persiste no dia-a-dia.

Pó de Xaxim – Trabalho já enraizado, antigo.

Pólvora – Atacar o sistema nervoso.

Prego – Para não sair do lugar, ficar sem objetivos.

Prendedor de Roupa – Amarrar as pessoas nos negócios.

Pus – Graça recebida na saúde extraído do corpo da pessoa.

– Desejo de doença, tragédia, acidente e morte.

Raízes – Trabalho já enraizado, antigo.

Ramos – Para tirar a paz e serenidade.

Roupas – Para afetar a saúde.

Sangue – Graça recebida na saúde extraída da pessoa.

Sapato – Prender a pessoa no lugar.

Sapo – Desejo de doença, tragédia, acidente e morte.

Sementes – Iniciando um mal de saúde ou problemas em negócios.

Serragem – Para a pessoa ficar no fundo do poço, desejo de morte.

Tampas – Ficar em círculos sem saída, desorientada e perturbada.

Tapete – Enganação, passar a pessoa para trás para ser humilhada e menosprezada.

Terra – Influência de inveja, ódio e desavença.

Unha – Para a pessoa andar para trás e regredir.

Vassoura – Trabalho de magia.

Velas - Desejo de fim.

Velas Coloridas – Mesmo significado das fitas. (Veja as cores).

Velas com Imagem – Trabalho de magia, separação entre casais, morte e desgraças.

Velas do Sexo – Causar impotência e frigidez.

Vela Preta e Vermelha – Para a pessoa não progredir.

Vidro de Remédio – Para afetar a saúde.

Vidros (quebrados) – Para cortar as atividades comerciais e profissionais.

 

Próxima excursão para a Médium

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Médium do Algodão nos bons tempos da Rede Globo

 

 

 

 

 

A Médium do Algodão no Programa "Mistério da TV Manchete"

 

 

 

 

 

Dona Ederlazil Munhoz Cardozo dá sua mensagem ao Brasil

 

 

 

 

 

 

Excursão para a "Médium do Algodão"

Agende sua participação

Flag Counter

Excursão Espiritual - Viagens